segunda-feira, 1 de julho de 2013

Melhores séries de Fantasia, Antiguidade e Idade Média


Há fãs aficionados por séries e filmes de fantasia medieval ou antiga como Game of Thrones e O Senhor dos Anéis. Entretanto, boas produções desse gênero são raridades. Eu, por exemplo, fico ávido quando um episódio de GoT é postado, faço o download imediatamente e não consigo fazer mais nada enquanto não assistir ao episódio inteiro. Infelizmente, a série tem apenas 10 episódios por temporada e levam mais de 1 ano para serem atualizados. É nesse intervalo que eu fico desamparado. Durante esse período de carência o que assistir? Separei algumas séries que listo abaixo que podem preencher esse vazio:

Laçamentos

The White Queen: Situada no período da Guerra das Rosas, quando os Yorks, que representam a cor branca, e os Lancasters, que carregam a cor vermelha, travam uma guerra que dura 30 anos, a história é apresentada sob a perspectiva feminina representada pelas personagens Elizabeth Woodville, Margaret Beaufort e Anne Neville. A trama terá início em 1464, quando a guerra está em seu nono ano


Ótimos:

  • Pilares da Terra: A história de “The Pillars of the Earth” tem como base o livro de Ken Follet, que traz uma trama ficcional situada no Século XII, girando em torno das crises políticas e religiosas que surgiram durante a construção da primeira igreja gótica do Reino Unido. O sucesso do primeiro livro levou o autor a publicar uma sequência, “World Without a End“, que servirá de base para a segunda minissérie, já encomendada pelo Starz. Na segunda obra, o autor narra a história de alguns dos descendentes dos personagens introduzidos no primeiro livro.

  • Spartacus: Traído pelos romanos, forçado à escravidão e renascido como gladiador. A clássica história do mais famoso rebelde da república volta à vida, nessa nova série de ação e visual impactante, Spartacus: Blood and Sand. Tirado de sua terra natal e arrancado do convívio da mulher que ama, Spartacus é condenado a viver no mundo brutal da arena, onde o sangue e a morte são os principais entretenimento do povo.

  • Roma: Quatrocentos anos depois da formação da República, Roma é a cidade mais abastada do mundo, uma metrópole cosmopolita com um milhão de habitantes, o epicentro de um imenso império. Os valores sobre os quais a República foi fundada – a partilha do poder e uma feroz competitividade entre indivíduos – impediram que um só homem pudesse tomar o poder absoluto. Mas agora, a corrupção e os excessos conseguiram corroer os mais nobres princípios. Após oito anos de guerra, os soldados Lucius Vorenus e Titus Pullo são envolvidos, contra a sua vontade, nos movimentados eventos históricos da Roma Antiga. Uma série dramática sobre o amor e a traição, escravos e os seus mestres, maridos e mulheres, ROME retrata uma era turbulenta, duarante a qual se assistiu à morte de uma República e ao nascimento de um Império.

  • Game of Thrones: Adaptado do romance épico de fantasia de George R.R. Martin “A Song of Ice and Fire”, este projeto da HBO planeja explorar o mundo de reis e rainhas, cavaleiros, bastardos e renegados, todos lutando no único jogo que importa – o Game of Thrones. 
    A trama épica de fantasia se passa em Westeros, uma terra remanescente da Europa Medieval, onde as estações duram por anos ou até mesmo décadas. A história gira em torno de uma batalha entre os Sete Reinos, onde duas famílias dominantes estão lutando pelo controle do Trono de Ferro, cuja posse assegura a sobrevivência durante o inverno de 40 anos que está por vir.

  • The Tudors: é uma série televisiva que recria os primeiros e tumultuosos anos do reinado de Henrique VIII da Inglaterra. Paixão, ambição e traição se transformam no fio condutor deste drama televisivo, que mostra um Henrique VIII muito diferente do que aparece nos livros de história. Jovem, atraente e poderoso, mostra-se um rei da Inglaterra capaz de grandes proezas atléticas.   Sem dúvida alguma, um monarca que não colocava os assuntos de Estado entre suas prioridades e que sempre deixava os problemas oficiais nas mãos do Cardeal Tomas Wolsen. Para aqueles próximos de “Sua Majestade”, satisfazer o rei era uma faca de dois gumes. Henrique VIII era até mesmo capaz de desafiar a instituição mais poderosa da Europa medieval: a Igreja Católica Romana. Também era conhecido por mandar executar seus súditos diante da mínima demonstração de insubordinação. Filmada na Irlanda, a trama desta produção se desenvolve na Inglaterra, nos dez primeiros anos do reinado de Henrique VIII. Um reinado que se iniciou em 1509, quando ele tinha apenas 19 anos de idade. Além de mostrar as alianças políticas mais significativas do monarca, a série gira em torno das companheiras femininas do rei: Catarina de Aragão e Ana Bolena. Também é dado destaque à particular relação que o rei mantinha com Charles Brondon, o Duque de Norflok, o Cardeal Wolsey (chefe da Igreja Católica, no período de separação de Roma) e o filósofo Tomás More.

Fracos:
  • Camelot
  • Legend of the Seeker
  • Merlin
  • Hobin Hood

3 comentários:

  1. MUITO BOAS AS SUAS RECOMENDAÇOES.

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti Pilares da Terra e a sequencia World Withold a End e amei. Superr indico

    ResponderExcluir
  3. Legend of the Seeker teve um final perfeito e Merlin eu adorei, ão concordo com o fraco. Todas as outras eu assisti e assisto as que estão em andamento. Games of Thrones é simplesmente fantástico, the Tudors está me conquistando aos pouquinhos.

    ResponderExcluir